terça-feira, 10 de abril de 2012

27 - Biutiful (Biutiful) – Espanha (2010)

Direção: Alejandro Iñárritu
Roteiro: Alejandro Iñárritu; Armando Bo; Nicolás Giacobone
Uxbal, um médium que não conheceu o pai, tem uma ex-esposa bipolar e cuida sozinho dos filhos. Para se sustentar, ele explora imigrantes africanos ilegais como camelôs e agencia chineses na construção civil. Quando descobre que sofre de um câncer terminal, Uxbal decide mudar de vida.

Iñárritu tem uma marca própria em suas obras, construída, sobretudo, ao longo de Amores Brutos, 21 Gramas e Babel. Então, se o seu humor não anda tão bem, sua namorada lhe largou ou se você está com algum parente internado, NÃO assista aos seus filmes. Ou então o faça, caso você se garanta e ache que consegue ser forte.
Definitamente Iñarritu não é recomendável para pessoas fracas. Não no sentido depreciador da palavra fraqueza. Mas no que se refere à atitude de encarar os dilemas e acidentes da vida de olhos arregalados, andando sempre em frente, destemido. No caso de Biutiful, os conflitos são ainda mais íntimos, já que só há um personagem central, diferente dos seus outros filmes citados. Essa personalização dos “problemas do mundo” torna a história ainda mais reflexiva e comovente.
Iñarritu trabalha com a parte dolorosa e inevitável da realidade. Aquilo que nunca ninguém acha que possa acontecer consigo, mas que um dia ainda acontecerá.
Minha nota: 8,4
IMDB:  7,4
MelhoresFilmes: 6,5

Download:
Torrent +Legenda 

2 comentários: