domingo, 19 de agosto de 2012

189 - Lawrence da Arábia (Lawrence of Arabia) – Inglaterra (1962)



Direção: David Lean
Roteiro: T. E. Lawrence; Robert Bolt; Michael Wilson
Autobiografia de T. E. Lawrence, aventureiro, arqueólogo e oficial do exército britânico, durante a 1ª Guerra Mundial. O filme é uma incursão de David Lean pelas produções grandiosas. Neste período, Lean lança o olhar sobre o tema que o consagraria e estaria presente em suas melhores obras: o choque entre culturas, especialmente a experiência inglesa frente a um oriente ainda misterioso e pouco compreendido.

Um verdadeiro exemplo de um “épico”. Sem tirar, nem pôr.
Tudo no filme é monumental, conquistado a partir de uma fotografia impactante (e seu fotógrafo Freddy Young), proporcionada pelo deserto de Nafud, na Jordânia. A locação foi uma exigência do diretor David Lean, que recusou alguns truques cênicos e assumiu o risco de se filmar no deserto, diante de um mar de areia.
Foram 285 dias de filmagens! Dois meses só para o protagonista Peter O´Toole aprender a andar de camelo. Sem dúvida a produção e o set de filmagens foram algo inimagináveis, talvez mais ficcionais do que o próprio filme. Algo gigantesco e uma experiência marcante para todos os envolvidos.
A história, por sua vez, é igualmente grandiosa. Trata-se de uma adaptação da autobiografia escrita por T.E. Lawrence.
O militar britânico ganhou fama pela sua importante participação na Revolta Árabe, ocorrida entre os anos de 1916 e 1918.
Na prática, o que se revelou no filme e na Revolta, foram os governos inglês e francês sentados na poltrona de uma confortável sala e, de longe, financiando os árabes para que atuassem no front com o objetivo de expulsar os turcos de seu território, arriscando suas próprias vidas em nome de uma promessa de liberdade – que se mostrou falsa, pois na verdade a dependência só mudou de mão: em vez de turcos, Inglaterra e França é que passaram a exercer o domínio sobre a região, se beneficiando dos setores produtivos que geravam lucros.
Agora troque as palavras “Revolta Árabe” por “Revolta Síria”, “turcos” por “Bashar al-Assad” e “Inglaterra e França” por “Estados Unidos e Inglaterra”. Pronto, a equação fica a mesma da de quase 100 anos atrás.
Em nome da atual liberdade síria, mais de 18 mil pessoas já morreram. Nenhuma era estadunidense, inglesa, israelense, etc. Baschar al-Assad deve cair em questão de tempo. Quando isso acontecer, certamente os países que financiaram a Revolta irão querer a sua fatia do poder. Basta saber o quanto de poder irá sobrar para aqueles que arriscaram suas vidas no front.


Minha nota: 8,5
IMDB:  8,5
ePipoca: 9,5

Sugestão: Apocalypse Now

...

Abaixo, compartilho o torrent + as legendas revisadas, adaptadas e corrigidas por Django, um frequentador assíduo do blog, que há tempos vem colaborando com as postagens. Na versão anterior, as legendas possuíam algumas deficiências e pequenos erros - nada que comprometesse o filme, mas que ficavam devendo à genialidade da obra. Com o novo arquivo de legendas, gentilmente elaborado por Django e cedido ao blog, temos uma tradução mais justa à importância do filme.

Download:

5 comentários:

  1. Adoro esse filme. Um grande trabalho de Lean, que teve muita paciência para captar imagens sensacionais no deserto. Vai rolar um remake desse filme com Robert Pattinson de Lawrence, mas não levo muita fé...
    Abração.

    http://espectadorvoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Filme monumental, essa é a melhor definição para ele. Faz tempo que não vejo. Estou precisando de uma reprise. Essa informação do Celo de que vai ter um remake com Robert Pattinson está me dando calafrios...

    ResponderExcluir
  3. Meu caro AZ
    Este é um clássico monumental, como bem disse o Fábio Henrique, com imagens impressionantes e todos os detalhes por vc já mencionados no seu excelente resumo.
    O problema p/ mim não é c/ o filme em si, que é maravilhoso e vou rever, com toda "pompa e circunstância" que sua grandiosidade merece, assim que terminar a "cirurgia" que, atrevidamente, diga-se, estou fazendo nele.
    O problema é c/ a legendagem ( o David Lean não tem nada a ver c/ isso! KKKKK ), apenas p/ citar um pequeno exemplo: na incrível sequência logo no início em que Lawrence começa sua jornada p/ deserto c/ o guia beduíno e eles param p/ beber água, Lawrence pergunta ao guia se ele não vai beber e ouve-se claramente_ "I am bedu" e na legenda aparece alguma coisa como_"...falando a verdade" ??? Waaal ! What pôrra is that? como diria uma grande amiga minha.
    Até aonde já consegui chegar encontrei grafias de nomes próprios e topônimos no mínimo meio duvidosas p/ o nosso português brasileiro mas p/ mim acaba sendo prazeroso devido à minha velha mania de revisor chato. Se vc ou mais alguém quiser dar uma conferida nas legendas após a "cirurgia", elas já estão à disposição mesmo antes de prontas! KKKK
    Vida longa ao 366filmesdeaz... !!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande, django,
      É um prazer ter novamente o seu ar da graça, aqui no blog.
      Realmente, essa questão da legenda é complicada. E quanto mais "raro" o filme, mas comprometedora é a tradução. Até já fiz correções em alguns filmes, mas o trabalho é mesmo cansativo e a falta de tempo não me permitiu continuar.
      Mas, ficaria feliz se pudesse compartilhar as suas legendas. Quando você tiver filme/legenda prontas, me passa para eu poder disponibilizar aqui no blog. Será mais uma boa contribuição ao cinema, sobretudo porque esse clássico merece essa atenção.
      um abraço!

      Excluir
  4. Meu caro AZ
    Estou de volta p/ lhe agradecer p/ gentis palavras e também p/ compartilhar c/ os amigos do 366... o link p/ download direto do "Lawrence da Arábia" em um só arquivo e c/ as legendas já embutidas.
    Não tenho a ilusão de que a legendagem tenha ficado perfeita mas procurei corrigir algumas "estranhezas" como a mencionada no meu 1º comentário e acrescentei algumas informações que considerei relevantes e que foram omitidas. Sugestões p/ melhorar ainda mais as legendas serão sempre bem-vindas.
    Grande abraço !
    \\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\

    http://depositfiles.com/files/hcu4fc31s

    p.s: escolha o download gratuito que neste servidor é denominado "download regular" (vai entender...), entre c/ as letrinhas chatas (captcha) após o contador de tempo zerar, descompacte o arquivo .zip (após ter feito o download, é claro!)e... voilà, lá está o Lawrence em toda a sua grandiosidade e c/ as legendas embutidas.

    ResponderExcluir