terça-feira, 9 de outubro de 2012

243 - Metrópolis (Metropolis) – Alemanha (1927)



Direção: Fritz Lang
Roteiro: Fritz Lang; Thea von Harbou
No ano de 2026, a população mundial é dividida em duas classes: a elite, que habita a superfície e a classe operária, que vive nos subterrâneos e é controlada por máquinas. Neste cenário, a paixão do filho do criador de Metrópolis por uma bela líder operária acaba levando a uma grande revolta dos trabalhadores. Um dos maiores clássicos do cinema.

Um dos filmes mais importantes da história do cinema. O poder criativo de Metrópolis é impressionante. De sua história, é possível fazer diversas analogias, sobretudo sociais e religiosas, do ocidente industrializado de 1927, de 2012 e de sabe-se lá até quando, uma vez que ele transcende o seu tempo. É capaz de ser contemporâneo e profético.
Esteticamente, o expressionismo alemão encontra em Metrópolis uma de suas melhores representações. A sua fotografia é extremamente original e algumas cenas são fantásticas.
A direção de Fritz Lang também é algo que se sobressai. Sem dúvida, ele revela ser um autor à frente do seu tempo, que – dizem – tinha Hitler como fã, apesar de o cineasta ter se oposto ao nazismo e fugido da Alemanha.
Sugiro a leitura dessa excelente postagem do blog Danizudo, que analisa o simbolismo contido no filme e tece algumas analogias interessantes. Metrópolis também inspirou o videoclipe do Queen, Rádio Ga Ga. E, vira e mexe, aparece algum artista usando a fantasia de androide presente no filme.
Um clássico!


Minha Nota: 8,4
IMDB: 8,4
ePipoca: 8,9


Download:

2 comentários: