Postagem em destaque

Colabore com o 366filmesdeaz

O 366filmesdeaz está pedindo a colaboração de vocês para dar seguimento ao blog. Como vocês devem ter percebido, nos últimos tempos tem f...

segunda-feira, 28 de abril de 2014

43 – Corvos (Wrony) – Polônia (1994)


Direção: Dorota Kedzierzawska
Uma criança de cerca de 10, apelidada de "Corvo" (porque ela imita o pássaro) não tem amigos e rejeita o abraço dos seus professores. Em casa, ela é deixada sozinha, sua mãe a esquece enquanto diverte amantes ou dorme sozinha. Uma manhã, a pequena vê uma criança abraçada por ambos os pais e isso a comove.

Chega dá um nó na garganta. Que medo de ser pai e não saber dar o carinho e a atenção que minha filha precise.

Mas... voltando ao filme. Que beleza. Singelo. Corvos trabalha o complexo, de uma forma tão singular. A fotografia é uma carícia para os olhos. Cada plano, cada cor e cada luz planejados no ponto certo. Uma trilha sonora simples e certeira. Duas crianças com atuações inacreditáveis.


Talvez seja um pouco de exagero e o filme não seja isso tudo. Mas é impossível não se sensibilizar com ele.


Download:

domingo, 27 de abril de 2014

42 – O pântano (La Ciénaga) – Argentina (2001)


Direção: Lucrecia Martel
A cidade de La Cienaga é conhecida pelas extensões de terra que se alagam com as chuvas repentinas e fortes, formando pântanos que são armadilhas mortais para os animais da região. Perto da cidade fica o povoado de Rey Muerto, em que está localizado o sítio La Mandrágora, onde são cultivados pimentões vermelhos. Para ele vão duas famílias, lideradas por Mecha (Graciela Borges) e Tali (Mercedes Morán). Mecha é uma mulher em torno de 50 anos, que tem 4 filhos e um marido que procura ignorar bebendo cada vez mais. Já Tali é prima de Mecha e também tem 4 filhos, sendo que ama seu marido e sua família. Em meio a um verão infernal, as duas famílias entram em conflito quando a tensão entre elas aumenta.

Premiada película argentina.

O filme é uma espécie de retrato de um bom e velho veraneio burguês. Adultos bêbados, crianças correndo, adolescentes se descobrindo.  A patroa que apedreja a emprega que, por sua vez, afaga a filha da patroa. Os vícios e virtudes dos homens, das mulheres e das relações sociais.


O Pântano não traz nada de excepcional, mas bate bem essa foto de um veraneio que representa uma parte do todo de uma sociedade.


Download:

sexta-feira, 25 de abril de 2014

41 – Vitus (Vitus) – Suíça (2006)


Direção: Fredi Murer
Vitus é um garoto superdotado, que parece vindo de outro planeta. Ele tem o ouvido muito apurado, toca piano como um virtuoso e estuda enciclopédias desde os cinco anos de idade. Seus pais antecipam um futuro brilhante para ele. Esperam que ele se torne um exímio pianista. Mas o pequeno gênio prefere brincar com seu excêntrico avô na oficina dele, construindo planadores.

Bonito e divertido.

Uma história a la Sessão da Tarde, para todas as idades.


Vitus envolve do início ao fim. Da infância à mocidade. Seu piano embala os ouvidos. Os sonhos do avô, faz voar. Vitus é pra salvar um dia de tédio ou um domingão de descanso.


Download:

quarta-feira, 23 de abril de 2014

40 – As Canções (idem) – Brasil (2011)


Direção: Eduardo Coutinho
Documentário de Eduardo Coutinho no qual os entrevistados contam uma história relacionada a uma canção que os marcou.

Um dos últimos documentários do mestre Eduardo Coutinho.

Aos visitantes do blog, repasso a “brincadeira” que Coutinho fez com os entrevistados e que aqui em casa fizemos entre os que assistiram: deixar uma canção que lhe traz recordações, desperta emoções e até faz cair lágrimas. 


Daqui, pintaram:




Para quem quiser entrar na brincadeira, deixe aqui nos comentários a "sua" canção.


Download:

terça-feira, 22 de abril de 2014

39 – Zoombie – o despertar dos mortos (Dawn of the dead) – Estados Unidos (1978)

Direção: George Romero

Os mortos estão retornando a vida e atacando os vivos. Quatro sobreviventes do ataque escondem-se em um shopping abandonado e planejam contra-atacar. No entanto, milhares de mortos-vivos descobrem o esconderijo e iniciam um novo massacre, contaminando alguns sobreviventes que retornam como zumbis e somam-se ao exército de abomináveis criaturas.



Clássico trash.

Uma história que parece andar em círculos, numa sucessão de mesma coisa.

Mas, pouco importa. O que importa é que Zoombie é uma referência.

Aos amantes do gênero, filme indispensável.


Download:

segunda-feira, 21 de abril de 2014

38 – 170 Hz (170 Hz) – Holanda (2011)

Direção: Joost van Ginkel
Um casal de jovens adolescentes se apaixona profundamente, porém seu amor não possui voz ou som já que ambos são surdos. Ao temer que os pais não os aceitem eles desenvolvem um plano para que possam viver livremente esse amor.

Uma história um tanto quanto psicótica. Brinca com os limites da normalidade, da compreensão, do amor, do som e da obsessão.

O diálogo feito a partir da linguagem de sinais (os protagonistas são surdos) traz um diferencial ao filme. Algumas belas fotografias, também.

Pode não ser um filme especial e com uma história um pouco confusa, mas possui algumas boas virtudes.




Download:

quarta-feira, 16 de abril de 2014

37 – O leão de sete cabeças (Der Leone Have Sept Cabeças) – Itália (1970)


Direção: Glauber Rocha
Pablo, guerrilheiro latino-americano, e Zumbi, líber negro rebelde, unem-se para libertar um país africano (ou, quem sabe, todo o continente...) a ferro, fogo e sangue. No processo revolucionário que desencadeiam, eles enfrentam o mercenário alemão que, auxiliado pelo agente norte-americano e pelo assessor português, governa em nome da misteriosa Marlene.

Simplesmente foda! Tão antigo e tão atual. Tão velho e tão vanguardista.

“Há 2 mil anos, leões e leopardos corriam livres pela floresta. Os deuses eram livres nos céus e mares. Há 500 anos vieram os brancos e suas armas de fogo massacraram leões e leopardos, e suas armas de fogo incendiaram o céu e a terra dos deuses. Levaram nossos reis e nosso povo para a América como escravos. Nossos deuses partiram com eles. Na América, viram os sofrimentos de nossos reis e nosso povo. Os negros trabalharam duro para enriquecer os patrões brancos. Seu suor era de sangue, que adubou as plantações de tabaco, algodão, cana-de-açúcar e todas outras riquezas da América. Um dia, nosso povo pegou em armas para reconquistar a liberdade. Nosso povo e nossos deuses lutamos há mais de 300 anos contra os brancos que nos dizimam barbaramente. Mas não matarão a mim, Zumbi, que reencarno os chefes assassinados. Esta lança rachará a terra em duas. De um lado ficarão os carrascos. Do outro, toda a África... livre! Aqui e em todo lugar, todo negro levará em si um pouco da África. Mas agora não enfrentaremos suas armas com lanças e com magias. Contra o ódio, o ódio. Contra o fogo, o fogo.”

“Há países ricos e países pobres. Os países ricos exploram os países pobres. É a colonização religiosa, econômica, cultural e política. A colonização determina a alienação nacional. O principal problema da luta anticolonialista é a destruição do complexo de inferioridade nacional.”


“Eis o caminho do progresso, feito de estradas e escolas, sem esquecer os hospitais, telefones internacionais, televisão e suas transmissões. Eis o progresso do país. Eis o que é a liberdade: trabalhar sem reivindicar; servir sem protestar; amar sem erotismo; criar sem vanguardismo; falar sem admiração.”


Download:

domingo, 13 de abril de 2014

36 – 12 anos de escravidão (12 years a slave) – Estados Unidos (2013)


Direção: Steve McQueen
12 Anos de Escravidão é baseado na inacreditável verdadeira história de um homem que luta por sobrevivência e liberdade. Na época pré-Guerra Civil dos Estados Unidos, Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor), um homem negro livre do norte de Nova York, é sequestrado e vendido como escravo. Diante da crueldade de um dono de escravos (Michael Fassbender) e de gentilezas inesperadas, Solomon luta não só para se manter vivo, mas também para manter sua dignidade.



Minha cidade, uma província localizada na costa atlântica brasileira, possui maioria negra, descendentes de habitantes de diversos países africanos, trazidos para serem escravizados. Ela, atualmente, é administrada por uma família aristocrática de sobrenome “Magalhães”. Seu secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, recentemente lamentou não haver mais pelourinhos e ter que depender da Justiça para resolver problemas com inadimplentes e devedores de IPTU.

O meu estado é o estado brasileiro cuja polícia, de maioria negra, mais mata negros.

O meu país passou mais de 100 anos para implantar as primeiras políticas públicas para reparar as consequências da escravidão do negro pelo branco, que durou 358 anos. Ainda assim, encontrou e ainda encontra resistência por boa parte da sociedade.

Na tv do meu país, cerca de 10% dos atores das novelas são negros.

O meu estado fatura muito dinheiro graças à cultura trazida do continente africano. Na dança, culinária, música, religião e estética a principal marca são as tradições e aprendizados oriundos dos descendentes originários da África. No entanto, a grande maioria do empresariado e dos moradores dos bairros nobres não são negros. 3% dos deputados são negros. E menos de 15% do secretariado que compõe o governo do Estado são negros.

Na minha cidade, quanto mais caro for o camarote e o bloco de carnaval, menor a quantidade de negros.

Minha cidade, meu estado e meu país são exemplos vivos de que o racismo existe e que a divisão étnica da sociedade continua presente.

“12 Anos de Escravidão” serve não somente para nos emocionarmos com uma comovente história, mas para lembrarmos que as lutas contra o racismo são diárias e continuam vivas.


Download:

quarta-feira, 9 de abril de 2014

35 – Filhos do paraíso (Bacheha-Ye Aseman) – Irã (1997)


Direção: Majid Majid

Ali (Amir Farrokh Hashemian) é um menino de 9 anos proveniente de uma família humilde e que vive com seus pais e sua irmã, Zahra (Bahare Seddiqi). Um dia ele perde o único par de sapatos da irmã e, tentando evitar a bronca dos pais, passa a dividir seu próprio par de sapatos com ela, com ambos revezando-o. Enquanto isso, Ali treina para obter uma boa colocação em uma corrida que será realizada, pois precisa da quantia dada como prêmio para comprar um novo par de sapatos para a irmã.


Mais uma belíssima produção iraniana que consegue fazer da simplicidade algo grandioso. É riquíssima a capacidade de pegar roteiros “banais” e produções baratas e graças à sensibilidade de todos os envolvidos (do diretor às apaixonantes crianças) transformá-lo em um filme de primeira linha.

Filhos do paraíso é outro filme recomendado para quem quer abandonar o preconceito contra filmes iranianos ou, simplesmente, navegar por uma obra banhada por sensibilidade.


Download:

segunda-feira, 7 de abril de 2014

34 – Você se lembra de Dolly Bell? (Sjecas li se Dolly Bell) – Iugoslávia (1981)


Direção: Emir Kusturica
Um jovem crescendo em Sarajevo nos anos 60, sob a sombra de seu pai, homem bom, porém autoritário, acaba atraído pelo submundo de pilantras e vagabundos. Ele é então contratado para esconder uma jovem prostituta e acaba se apaixonando por ela.




O primeiro filme de Emir Kusturica.

quarta-feira, 2 de abril de 2014

[ESPECIAL] Aniversário do blog: pacote com 500 filmes nacionais



Hoje, 2 de Abril de 2014, o 366 filmes de Az completa 2 anos de existência. Nesse período, foram 640 filmes compartilhados, de todas as décadas, gêneros e de 93 países diferentes, de todos os continentes.

Foram quase 100 mil downloads e já se aproximando do meio milhão de visualizações. E para comemorar esse simbólico número de 500 mil acessos, resolvi preparar um presente para quem visita esse malfadado blog: um pacote com os torrents de 500 filmes nacionais.

Separei em um único arquivo 500 obras brasileiras.

Tem de tudo. Blockbusters atuais: “E aí... Comeu?”, “Crô: o filme”, “De pernas pro ar 2”; Clássicos modernos: “Lisbela e o Prisioneiro”, “O auto da compadecida”, “Amarelo Manga”; Clássicos antigos: “Ganga Zumba”, “Memórias do Cárcere”, “São Paulo S.A.”.

Tem raridades, como filmes da década de 1920: “Canção da Primavera” (Igino Bonfioli, 1923) e “Tesouro Perdido” (Humberto Mauro, 1927), além de “Limite” (Mário Peixoto, 1931). Tem pornochanchada: “Os bons tempos voltaram: vamos gozar outra vez” (Ivan Cardoso e John Herbert, 1985). Tem terror: “Esta noite encarnarei no teu cadáver” (Zé do Caixão, 1967). Tem faroeste: “No tempo dos bravos” (Wilson Silva, 1965). Tem comédia romântica: “Amores Possíveis” (Sandra Werneck, 2001). Tem filmes de coletivos: “Zumbi somos nós” (Coletivo 3 de Fevereiro, 2007).

Tem 115 documentários. Tem sobre Maria Bethânia, Titãs, Tati Quebra Barraco, Tom Jobim e Gretchen. Tem sobre Brasília, Goiás e São Paulo. Tem sobre rock, samba e bossa nova. Tem sobre ditadura militar, religião, futebol e diversidade cultural brasileira.

Tem filmes de diretores baianos: “Câncer” (Glauber Rocha, 1972), “Diamante Bruto” (Orlando Senna, 1977), “Meteorango Kid” (André Luiz Oliveira, 1969), “Eu me lembro” (Edgard Navarro, 2005) e “A partir de agora” (Carlos Pronzato, 2014).

Tem muita coisa de Nelson Pereira dos Santos, Cacá Diegues, Julio Bressane, Carlos Reichenbach, Zé do Caixão, Rogério Sganzerla, Anselmo Duarte, Walter Lima Jr., Paulo César Saraceni, Domingos de Oliveira e Tata Amaral.

Enfim, tem um pouco de quase tudo. E se alguém sentir falta de algum filme, procura no próprio blog, que já tem 75 filmes nacionais postados e mais alguns espalhados pelos “TOP 10”.

Ficam os meus agradecimentos a todos que acessaram o blog nesses dois anos, com uma gratidão especial aos que me ajudaram disponibilizando arquivos, legendas, informações, sugestões e comentários.

O presente que vocês podem dar ao 366filmesdeaz é continuar contribuindo com o compartilhamento de cultura e, se possível, divulgar esse post em suas redes sociais, porque ô trabalho retado que deu!

Obrigado e Divirtam-se!


“Interatividade, é assim mesmo a vida, é pra compartilhar”

Download:
Torrent (Pacote com os torrents de 500 filmes nacionais)

Lista dos filmes, em ordem decrescente de ano de produção (em cinza, são os documentários):

2014:
A partir de agora - Carlos Pronzato (2014)
Muita Calma Nessa Hora 2 - Felipe Joffily (2014)

2013:
Doce amianto - Guto Parente e Uirá dos Reis (2013)
A memória que me contam - Lucia Murat (2013)
Educação sentimental - Julio Bressane (2013)
Chile - 40 anos depois do golpe - Isabelle Gomes (2013)
Com vandalismo - Bruno Xavier | Pedro Rocha | Roger Pires | YargoGurjão (2013)
A ópera do cemitério - Juliana Rojas (2013)
Invasores - Marcelo Toledo e Paolo Gregori (2013)
E além de tudo me deixou mudo o violão - Anna Muylaert (2013)
Entre mim e eles - Marcelo Ikeda (2013)
Crô: o filme - Bruno Barreto (2013)
Mato sem cachorro - Pedro Amorim (2013)
O tempo e o vento - Jayme Monjardim (2013)
Meu passado me condena - Júlia Rezende (2013)
O concurso - Pedro Vasconcelos (2013)
Somos tão jovens - Antonio Carlos da Fontoura (2013)

2012:
A cidade é uma só - Adirley Queirós (2012)
Kátia - Karla Holanda (2012)
Cara ou Coroa - Ugo Giorgetti (2012)
Colegas - Marcelo Galvão (2012)
Memórias do chumbo: o futebol nos tempos do Condor - Lúcio de Castro (2012)
Era uma vez eu, Verônica - Marcelo Gomes (2012)
Augustas - Francisco César Filho (2012)
Futuro do pretérito: Tropicalismo Now - Francisco César Filho e Ninho Moraes (2012)
2 Coelhos - Afonso Poyart (2012)
A música segundo Tom Jobim - Nelson Pereira dos Santos / Dora Jobim (2012)
Rua Aperana 52 - Júlio Bressane (2012)
Sudoeste - Eduardo Nunes (2012)
Tropicália - Marcelo Machado (2012)
Doméstica - Gabriel Mascaro (2012)
A busca - Luciano Moura (2012)
Paraísos Artificiais - Marcos Prado (2012)
BilliPig - José Eduardo Belmonte (2012)
País do Desejo - Paulo Caldas (2012)
Gonzaga: De Pai pra Filho - Breno Silveira (2012)
Os Penetras - Andrucha Waddington (2012)
E Aí… Comeu? - Felipe Joffily (2012)
De Pernas pro Ar 2 - Roberto Santucci (2012)

2011:
Hoje - Tatá Amaral (2011)
A musa impassível - Marcela Lordy (2011)
Mãe e filha - Petrus Cariry (2011)
Aterro - Marcelo Reis (2011)
Uma longa viagem - Lúcia Murat (2011)
Casa 9 - Luiz Carlos Lacerda (2011)
O gerente - Paulo Cesar Saraceni (2011)
Rânia - Roberta Marques (2011)
Corpos celestes - Marcos Jorge / Fernando Severo (2011)
180 graus - Eduardo Vaisman (2011)
Djalioh - Ricardo Miranda (2011)
Girimunho - Clarissa Campolina & Helvécio Marins Jr. (2011)
Daquele instante em diante - Rogério Velloso (2011)
A grande partida: anos de chumbo - Peter Cordenonsi (2011)
Teus olhos meus - Caio Sóh (2011)
As hiper mulheres - Carlos Fausto, Leonardo Sette, TakumãKuikuro (2011)
Trabalhar cansa - Juliana Rojas e Marco Dutra (2011)
A noite do Chupacabras - Rodrigo Aragão (2011)
Vamos fazer um brinde - Cavi Borges & Sabrina Rosa (2011)
A falta que nos move - Christiane Jatahy (2011)
Desassossego (filme das maravilhas) - KarimAïnouz, Felipe Bragança e outros... (2011)
Rock Brasília - era de ouro - Vladimir Carvalho (2011)
O céu sobre os ombros - Sérgio Borges (2011)
Os 3 - Nando Olival (2011)
Os monstros - Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diogenes, Ricardo Pretti (2011)
O dia que durou 21 anos - Camilo Tavares (2011)
Bruna Surfistinha - Marcus Baldini (2011)
Cilada.Com - José Alvarenga Jr. (2011)

2010:
Efeito reciclagem - Sean Walsh (2010)
Ponto Org - Patrícia Moran (2010)
O Contestado restos mortais - Sylvio Back (2010)
Gretchen, filme estrada - Eliane Brum e Paschoal Samora (2010)
Ex isto - Cao Guimarães (2010)
Luz nas trevas: a volta do Bandido da Luz Vermelha - Helena Ignez &Ícaro Martins (2010)
Léo e Bia - Oswaldo Montenegro (2010)
Só dez porcentoé mentira - Pedro Cezar (2010)
Não se pode viver sem amor - Jorge Durán (2010)
400 contra 1: a história do Comando Vermelho - Caco Souza (2010)
Língua mãe - Fernando Weller / Leo Falcão (2010)
Vigias - Marcelo Lordello (2010)
Broder - Jeferson De (2010)
O diário de uma busca - Flavia Castro (2010)
Transeunte - Eryk Rocha (2010)
Vegana - Airon Barreto (2010)
Riscado - Gustavo Pizzi (2010)
VIPS - Toniko Melo (2010)
Elvis & Madona - Marcelo (2010) Laffitte 
A alegria (um filme de Super Heróis) - Felipe Bragança & Marina Meliande (2010)
Doce Brasil holandês - Monica Schmiedt (2010)
Cortina de fumaça - Rodrigo Mac Niven (2010)
Princesa do sertão - Deraldo Goulart (2010)
Terra deu, Terra come - Rodrigo Siqueira (2010)
Boca do Lixo - Flavio Frederico (2010)
Avenida Brasília Formosa - Gabriel Mascaro (2010)
Atrás da porta - Vladimir Seixas (2010)
Morte e vida Severina - Miguel Falcão (2010)
Somos todos Sacys - Rudá K. Andrade e Sylvio do Amaral Rocha (2010)
Como esquecer - Malu De Martino (2010)
Lixo extraordinário - Lucy Walker, Karen Harley, João Jardim (2010)
Dzi Croquettes - Tatiana Issa, Raphael Alvarez (2010)
Bollywood Dream: o sonho bollywoodiano - Beatriz Seigner (2010)

2009:
O abraço corporativo - Ricardo Kauffman (2009)
O sol do meio-dia - Eliane Caffé (2009)
Sequestro - Jorge WolneyAtalla (2009)
Sonhos roubados - Sandra Werneck (2009)
Herbert de perto - Roberto Berliner (2009)
Hotel Atlântico - Suzana Amaral (2009)
Zé Ramalho - o herdeiro de Avôhai - Elinaldo Rodrigues (2009)
Pixo - João Weiner, Roberto T. Oliveira (2009)
Em teu nome - Paulo Nascimento (2009)
O louco dos viadutos - Eliane Caffé (2009)
A falta que me faz - Marília Rocha (2009)
O milagre de Santa Luzia - Sérgio Roizenblit (2009)
Sociedade dos amigos do crime - Dellani Lima (2009)
Budapeste - Walter Carvalho (2009)
Natimorto - Paulo Machline (2009)
Utopia e barbárie - Silvio Tendler (2009)
Cabeça a prêmio - Marco Ricca (2009)
Quanto dura o amor? - Roberto Moreira (2009)
Os inquilinos: os incomodados que se mudem - Sergio Bianchi (2009)
Loki: Arnaldo Baptista - Paulo Henrique Fontenelle (2009)
Meu amigo Cláudia - Dácio Pinheiro (2009)
Insolação - Felipe Hirsch e Daniela Thomas (2009)
Se nada mais der certo - José Eduardo Belmonte (2009)
À deriva - Heitor Dhalia (2009)
Histórias de amor duram apenas 90 minutos - Paulo Halm (2009)
Cidadão Boilesen - ChaimLitewski (2009)
Tempos de paz - Daniel Filho (2009)
Simonal: ninguém sabe o duro que dei - Cláudio Manoel, Micael Langer, Calvito Leal (2009)
Coutinho.doc - Apartamento 608 - Beth Formaggini (2009)
Salve Geral - Sérgio Rezende (2009)
Jean Charles - Henrique Goldman (2009)
Morgue story: sangue, baiacu e quadrinhos - Paulo Biscaia Filho (2009)

2008:
Guerrilha do Araguaia, as faces ocultas da história - Eduardo Castro (2008)
Romance - Guel Arraes (2008)
Movimento do Vídeo Popular - v1. - Movimento do Vídeo Popular (2008)
Criança, a alma do negócio - Estela Renner (2008)
Pan-Cinema permanente - Carlos Nader (2008)
Fordlândia - Daniel Augusto e Marinho Andrade (2008)
JardsMacalé: um morcego na porta principal - Marco Abujamra (2008)
Encarnacação do Demônio - José Mojica Marins (2008)
Fronteira - Rafael Conde (2008)
O homem da cabine - Cristiano Burlan (2008)
Bellini e o Demônio - Marcelo Galvão (2008)
Titãs: a vida até parece uma festa - Oscar Rodrigues Alves & Branco Mello (2008)
Todo mundo tem problemas sexuais - Domingos de Oliveira (2008)
O espetáculo e a delicadeza - Murilo Salles (2008)
KFZ-1348 - Gabriel Mascaro e Marcelo Pedroso (2008)
O homem que engarrafava nuvens - Lírio Ferreira (2008)
FilmeFobia - Kiko Goifman (2008)
Esse homem vai morrer: um faroeste caboclo - Emilio Gallo (2008)
A erva do rato - Júlio Bressane (2008)
Meu nome não é Johnny - Mauro Lima (2008)
Nome próprio - Murilo Salles (2008)
A festa da menina morta - Matheus Nachtergaele (2008)
Verônica - Maurício Farias (2008)
Última parada 174 - Bruno Barreto (2008)
Casa da mãe Joana - Hugo Carvana (2008)
Linha de passe - Walter Salles, Daniela Thomas (2008)

2007:
Meu mundo em perigo - José Eduardo Belmonte (2007)
Zumbi somos nós - Coletivo Frente 3 de Fevereiro (2007)
Cidade dos Homens - Paulo Morelli (2007)
Brad, um dia a mais nas barricadas - Videohackers (2007)
Person - Marina Person (2007)
Maré, nossa história de amor - Lúcia Murat (2007)
Querô - Carlos Cortez (2007)
Césio no sangue - Lars Westman e Zenildo Barretto (2007)
Jesus no mundo maravilha - Newton Cannito (2007)
Castelar e Nelson Dantas no país dos generais - Carlos Alberto Prates Correia (2007)
Tropa de Elite - José Padilha (2007)
Valsa para Bruno Stein - Paulo Nascimento (2007)
A Via Láctea - Lina Chamie (2007)
Edu Lobo: vento bravo - Regina Zappa e Beatriz Thielmann (2007)
Deixa que eu falo - Eduardo Escorel (2007)
Atabaque Nzinga - Octávio Bezerra (2007)
Caparaó - Flávio Frederico (2007)
O grão - Petrus Cariry (2007)
Cleópatra - Júlio Bressane (2007)
Condor - Roberto Mader (2007)
Deserto feliz - Paulo Caldas (2007)
O cheiro do ralo - Heitor Dhalia (2007)
Santiago - João Moreira Salles (2007)
Estômago - Marcos Jorge (2007)
A casa de Alice - Chico Teixeira (2007)
Sem controle - Cris D'Amato (2007)
Proibido proibir - Jorge Durán (2007)
Mestre Bimba: a capoeira iluminada - Luiz Fernando Goulart (2007)
Estamira - Marcos Prado (2007)
Fabricando Tom Zé - Décio Matos Jr. (2007)
O homem que desafiou o Diabo - Moacyr Góes (2007)
Os 12 trabalhos - Ricardo Elias (2007)

2006:
Pro dia nascer feliz - João Jardim (2006)
Intervalo clandestino - Eryk Rocha (2006)
Pretérito perfeito - Gustavo Pizzi (2006)
O ano em que meus pais saíram de férias - CaoHamburger (2006)
O céu de Suely - KarimAïnouz (2006)
O maior amor do mundo - Carlos Diegues (2006)
Não matarás - Denise Gonçalves (2006)
Fica comigo esta noite - João Falcão (2006)
Zuzu Angel - Sérgio Rezende (2006)
Cartola: música para os olhos - Lírio Ferreira e Hilton Lacerda (2006)

2005:
Maria Bethânia: música é perfume - Georges Gachot (2005)
Jogo subterrâneo - Roberto Gervitz (2005)
Cinema, aspirinas e urubus - Marcelo Gomes (2005)
Eu me lembro - Edgard Navarro (2005)
Doutores da alegria - Mara Mourão (2005)
Sou feia, mas tô na moda - Denise Garcia (2005)
Quarta B - Marcelo Galvão (2005)

2004:
Araguaya, a conspiração do silêncio - Ronaldo Duque
Justiça - Maria Augusta Ramos
O dono do mar - Odorico Mendes
Onde anda você - Sergio Rezende
A alma do osso - Cao Guimarães
Dom Hélder Câmara, o santo rebelde - Erika Bauer
Olga - Jayme Monjardim
Redentor - Cláudio Torres
Pelé Eterno - Anibal Massaini Neto
Cabra-Cega - Toni Venturi
Entreatos - João Moreira Salles
Meu tio matou um cara - Jorge Furtado
Quase dois irmãos - Lúcia Murat

2003:
Lisbela e o prisioneiro - Guel Arraes
Evandro Teixeira: instantâneos da realidades - Paulo Fontenelle
Garotas do ABC - Carlos Reichenbach 
As alegres comadres - Leila Hipólito
De passagem - Ricardo Elias
Cristina quer casar - Luiz Villaça
A pessoa é para o que nasce - Roberto Berliner
O caminho das nuvens - Vicente Amorim
1,99 - um supermercado que vende palavras - Marcelo Masagão

2002:
Outros (Doces) Bárbaros: Bethânia, Caetano, Gil e Gal - Andrucha Waddington
Cidade de Deus - Fernando Meirelles, Kátia Lund
Bellini e a Esfinge - Roberto Santucci
Rua de mão dupla - Cao Guimarães
Desmundo - Alain Fresnot
Querido estranho - Ricardo Pinto e Silva
Amarelo manga - Claudio Assis
Durval Discos - Anna Muylaert
O homem do ano - José Henrique Fonseca
Uma onda no ar - Helvécio Ratton
Cama de gato - Alexandre Stockler 

2001:
A partilha - Daniel Fillho
Casa-Grande e Senzala - Nelson Pereira dos Santos
Amores possíveis - Sandra Werneck
Abril despedaçado - Walter Salles
Bicho de sete cabeças - Laís Bodanzky
Lavoura arcaica - Luiz Fernando Carvalho
Gregório de Mattos - Ana Carolina

2000:
Através da janela - Tatá Amaral
Eu, Tu, Eles - Andrucha Waddington
Adágio ao sol - Xavier de Oliveira
Amélia - Ana Carolina
Bossa Nova - Bruno Barreto
Brava gente brasileira - Lúcia Murat
Saudade do futuro - César Paes
O fim do sem fim - Lucas Bambozzi, Cao Guimarães e Beto Magalhães
O auto da compadecida - Guel Arraes
O rap do Pequeno Príncipe contra as Almas Sebosas - Paulo Caldas e Marcelo Luna

1999:
A hora mágica - Guilherme de Almeida Prado
Nós que aqui estamos por vós esperamos - Marcelo Masagão
O tronco - João Batista de Andrade 
Câmara Cascudo, o provinciano incurável - Ricardo Miranda
Um corpo de cólera - Aluizio Abranches
Castelo Rá-Tim-Bum, o filme - CaoHamburger
O viajante - Paulo César Saraceni
Marighella: retrato falado do guerrilheiro - Silvio Tendler
Gêmeas - Andrucha Waddington

1998:
O toque do Oboé - Cláudio Mac Dowell
Amores - Domingos de Oliveira
Pastinha! Uma vida pela capoeira - Antônio Carlos Muricy
A ostra e o vento - Walter Lima Jr.
Pierre Verger: mensageiro entre dois mundos - Lula Buarque de Holanda

1997:
Tudo é Brasil - Rogério Sganzerla
For All: o trampolim da vitória - Buza Ferraz e Luiz Carlos Lacerda
Pequeno dicionário amoroso - Sandra Werneck
Doces poderes - Lúcia Murat
O homem nu - Hugo Carvana
O Velho: A História de Luiz Carlos Prestes - Toni Venturi
Ed Mort: quem é o Silva - Alain Fresnot

1996:
O monge e a filha do carrasco - Walter Lima Jr.
O lado certo da vida errada - Octávio Bezerra
Bahia de todos os sambas - Leon Hirszman & Paulo Cesar Saraceni
Corisco & Dadá - Rosemberg Cariry
Terra estrangeira - Walter Salles
Como nascem os anjos - Murilo Salles
Tieta do Agreste - Carlos Diegues
Um céu de estrelas - Tatá Amaral

1995:
O Mandarim - Julio Bressane
O quatrilho - Fábio Barreto
Felicidade é... - José Pedro Goulart; José Roberto Torero; Cecílio Neto; Jorge Furtado
Cinema de lágrimas - Nelson Pereira dos Santos
Yndio do Brasil - Sylvio Back
Sábado - Ugo Giorgetti

1994:
Veja esta canção - Cacá Diegues
Menino Maluquinho: o filme - Helvécio Ratton
Louco por cinema - André Luiz Oliveira
Lamarca - Sérgio Rezende

1993:
Capitalismo Selvagem - André Klotzel

1992:
Manoushe - Luiz Begazo
O vigilante - Ozualdo Ribeiro Candeias 
João &Antonio: João Gilberto e Tom Jobim - Walter Salles Jr. e J. B. de Oliveira

1991:
A grande arte - Walter Salles

1990:
Césio 137: o pesadelo de Goiânia - Roberto Pires
O real desejo - Augusto Sevá
Dias melhores virão - Carlos Diegues
1930: Tempo de Revolução - Eduardo Escorel

1989:
Doida demais - Sergio Rezende
Festa - Ugo Giorgetti

1988:
Jorge, um brasileiro - Paulo Thiago

1987:
Anjos do Arrabalde - Carlos Reichenbach
Demônios e maravilhas - José Mojica Marins
Tanga (deu no New York Times?) - Henfil
Eternamente Pagu - Norma Bengell
Um trem para as estrelas - Cacá Diegues
Quincas Borba - Roberto Santos
O homem da capa preta - Sérgio Rezende
Feliz ano velho - Roberto Gervitz

1986:
Quebrando a cara - Ugo Giorgetti
Filme demência - Carlos Reichenbach
Jubiabá - Nelson Pereira dos Santos
Vera - Sérgio Toledo Segall

1985:
A hora da estrela - Suzana Amaral
Um filme 100% brasileiro - José Sette de Barros
A noite - Gilberto Loureiro
Avaeté: sementa da vingança - Zelito Viana
O caldeirão da Santa Cruz do Deserto - Rosemberg Cariry
Os bons tempos voltaram: vamos gozar outra vez - Ivan Cardoso, John Herbert
Brás Cubas - Júlio Bressane

1984:
Erótica, a fêmea sensual - OdyFraga
Volúpia de mulher - John Doo
Bete Balanço - Lael Rodrigues
O baiano fantasma - Denoy de Oliveira
Quilombo - Cacá Diegues
Memórias do cárcere - Nelson Pereira dos Santos

1983:
Gabriela, cravo e canela - Bruno Barreto
Estrada da vida - Nelson Pereira dos Santos 
O médium - Paulo Figueiredo
Sargento Getúlio - Hermanno Penna
O bom burguês - Oswaldo Caldeira
Bar Esperança, o último que fecha - Hugo Carvana

1982:
Ao sul do meu corpo - Paulo Cesar Saraceni
Pra frente, Brasil - Roberto Farias
Manelão, o caçador de orelhas - Ozualdo Ribeiro Candeias 
Tormenta - UbertoMolo
O sonho não acabou - Sérgio Rezende

1981:
Terceiro milênio - Jorge Bodanzky e Wolf Gauer
Violência na carne - Alfredo Sternheim
Morte e vida Severina - Walter Avancini
O olho mágico do amor - José Antonio Garcia, ÍcaroMartins
Memórias do medo - Alberto Graça
Engraçadinha - Haroldo Marinho Barbosa

1980:
Corpo devasso - Alfredo Sternheim
A noite das taras - David Cardoso, John Doo, OdyFraga
Gaijin - os caminhos da liberdade - TizukaYamasaki

1979:
O caçador de esmeraldas - Oswaldo de Oliveira
Terra dos índios - Zelito Viana
Os pastores da noite - Marcel Camus 
República dos assassinos - Miguel Faria Jr.
Braços cruzados, máquinas paradas - Sergio Toledo / Roberto Gervitz


1978:
Chuvas de verão - Cacá Diegues
Amor bandido - Bruno Barreto
Wilsinho Galileia - João Batista de Andrade
Doramundo - João Batista de Andrade
Chapéu de couro - Salo Felzen
Se segura, malandro - Hugo Carvana
República Guarani - Sylvio Back


1977:
Noite em chamas - Jean Garret
Diamante bruto - Orlando Senna
O crime do Zé Bigorna - Anselmo Duarte
O abismo - Rogério Sganzerla
Tenda dos Milagres - Nelson Pereira dos Santos
Vida Viva - Domingos de Oliveira
Quem matou Pacífico? - Renato Santos Pereira
Inferno carnal - José Mojica Marins
Ajuricaba, o rebelde da Amazônia - Oswaldo Caldeira
Anchieta José do Brasil - Paulo Cesar Saraceni
Lúcio Flávio, o passageiro da agonia - Hector Babenco

1976:
Xica da Silva - Cacá Diegues
Bandalheira infernal - José Sette
Marília e Marina - Luiz Fernando Goulart
À flor da pele - Francisco Ramalho Jr.
Fogo morto - Marcos Farias
Crueldade mortal - Cureldade mortal
Dona Flor e seus dois maridos - Bruno Barreto

1975:
Amadas e violentas - Jean Garret
O rei da noite - Hector Babenco
A casa das tentações - Rubem Biáfora
O último dia de Lampião - Maurice Capovila

1974:
Getúlio Vargas - Ana Carolina
Assim era a Atlântida - Carlos Manga
O último malandro - Miguel Borges
Triste Trópico - Arthur Omar
A rainha Diaba - Antonio Carlos da Fontoura

1973:
Uirá, um índio em busca de Deus - Gustavo Dahl
Os condenados - Zelito Viana
A noite do desejo - Fauzi Mansur
Quem é Beta? - Nelson Pereira dos Santos 
O negrinho do pastoreio - Antonio Augusto Fagundes
Toda nudez será castigada - Arnaldo Jabor

1972:
O demiurgo - Jorge Mautner
Amor, carnaval e sonhos - Paulo Cesar Saraceni
Jesuíno Brilhante: o cangaceiro - William Cobbett
Câncer - Glauber Rocha
D´Gajão mata para vingar - José Mojica Marins 
Quando o carnaval chegar - Carlos Diegues
Os inconfidentes - Joaquim Pedro de Andrade

1971:
Um anjo mau - Roberto Santos
Na boca da noite - Walter Lima Jr.
Em família - Paulo Porto
Um certo Capitão Rodrigo - Anselmo Duarte
Ana Terra - Durval Garcia

1970:
Os herdeiros - Cacá Diegues
Dois perdidos numa noite suja - Braz Chediak
A família do barulho - Julio Bressane
A Moreninha - Glauco MirkoLaurelli
O ritual dos sádicos ou O despertar da Besta - José Mojica Marins
O pornógrafo - João Callegaro
Copacabana monamour - Rogério Sganzerla
Anjos e Demônios - Carlos Hugo Christensen 
Azyllo muito louco - Nelson Pereira dos Santos
Meu pé de laranja-lima - Aurélio Teixeira

1969:
A navalha na carne - Braz Chediak
As duas faces da moeda - Domingos de Oliveira
O anjo nasceu - Júlio Bressane
Tempo de violência - Hugo Kusnet
O bravo guerreiro - Gustavo Dahl
Corisco, o Diabo loiro - Carlos Coimbra
Matou a família e foi ao cinema - Júlio Bressane
Meteorango Kid - Herói Intergaláctico - André Luiz Oliveira

1968:
A madona de cedro - Carlos Coimbra
O Diabo mora no sangue - Cecil Thiré
O estranho mundo de Zé do Caixão - José Mojica Marins
O rei da pilantragem - Jacy Campos
Roberto Carlos em ritmo de aventura - Roberto Farias
Capitu - Paulo Cesar Saraceni
O quarto - Rubem Biáfora
O homem nu - Roberto Santos
Bebel, garota propaganda - Maurice Capovilla


1967:
El Justicero - Nelson Pereira dos Santos
Esta noite encarnarei no teu cadáver - José Mojica Marins
O menino e o vento - Carlos Hugo Christensen
Proezas de Satanás na vila de Leva-e-Traz - Paulo Gil Soares
O caso dos irmãos Naves - Luís Sérgio Person

1966:
A grande cidade - Cacá Diegues
Rio, verão & amor - Watson Macedo
O padre e a moça - Joaquim Pedro de Andrade

1965:
No tempo dos bravos - Wilson Silva
O puritano da rua Augusta - AmácioMazzaropi
Menino de engenho - Walter Lima Jr.
Vereda da salvação - Anselmo Duarte
A hora e a vez de Augusto Matraga - Roberto Santos
A falecida - Leon Hirszman
São Paulo - Sociedade Anônima - Luís Sérgio Person

1964:
O desafio - Paulo Cesar Saraceni
O beijo - Flávio Tambellini
Esse mundo é meu - Sérgio Ricardo
Noite vazia - Walter Hugo Khouri

1963:
Ganga Zumba - Cacá Diegues
Sonhando com milhões - Euripides Ramos
Meu destino em tuas mãos - José Mojica Marins
Nordeste sangrento - Wilson Silva
Bonitinha, mas ordinária - J.P. de Carvalho

1962:
Os Cosmonautas - Victor Lima
O 5o poder - Alberto Pieralisi
Os cafajestes - Ruy Guerra
Porto das caixas - Paulo Cesar Saraceni

1961:
Três colegas de batina - Darcy Evangelista
Mandacaru Vermelho - Nelson Pereira dos Santos
O dono da bola - J.B. Tanko
Tristeza do Jeca - AmácioMazzaropi

1960:
A morte comanda o cangaço - Carlos Coimbra
Tudo legal - Victor Lima

1959:
Mulheres à vista - J.B. Tanko
Moral em concordata - Fernando de Barros
Caiçara - Adolfo Celi

1958:
A grande vedete - Watson Macedo
O barbeiro que se vira - Eurides Ramos
O grande momento - Roberto Santos

1957:
Absolutamente certo - Anselmo Duarte

1954:
Na senda do crime - FlaminioBolliniCerri
Nem Sansão nem Dalila - Carlos Manga
Floradas na Serra - Luciano Salce
ProjetoThomazFarkas 7: Thomas Farkas - ThomazFarkas

1952:
Simão, o caolho - Alberto Cavalcanti
Carnaval Atlântida - Carlos Manga e José Carlos Burle

1951:
Suzana e o presidente - RuggeroJacobbi

1950:
Aviso aos navegantes - Watson Macedo

1947:
Luz dos meus olhos - José Carlos Burle

Década de 1930:
Onde estás felicidade? – Mesquitinha (1939)
Aruanã - Líbero Luxardo (1938)
O jovem tataravô - Luiz de Barros (1936)
Alô Alô Carnaval - Adhemar Gonzaga (1936)
O Descobrimento do Brasil - Humberto Mauro (1936)
Ao redor do Brasil - Thomaz Reis (1932)
Limite - Mário Peixoto (1931)

Década de 1920:
Tesouro perdido - Humberto Mauro (1927)
A filha do advogado - Jota Soares (1926)
Aitaré de praia - Gentil Roiz (1925)
O segredo do Corcunda - Alberto Traversa (1924)
Canção da primavera - IginoBonfioli (1923)